A destruição criativa do burnout medico

A destruição criativa do <em>burnout</em> medico

Nessa semana soubemos que a Organização Mundial da Saúde reconheceu o burnout como uma “doença crônica”, ou como uma “condição médica”, tanto faz. Uma das profissões mais afetadas pelo burnout é a profissão médica. Veja aqui o que um médico comenta e propõe ao respeito. (E de passagem, se você for profissional da saúde clique aqui e conheça um aplicativo que irá lhe ajudar a refletir sobre o SEU estresse.)

Autor: Dyke Drummond, MD

Burnout – Os Três Sintomas, Três Fases e Três Curas

Burnout: Você está na zona de perigo e o que você pode fazer sobre isso?

Neste artigo, mostrarei três conceitos principais:

  • Uma maneira de entender a diferença entre estresse e esgotamento.
  • Um método para ver se você está em risco de – ou sofrendo de – burnout.
  • Três métodos distintos para reverter e prevenir o desgaste do médico.


No meu trabalho com o estresse e o esgotamento do médico… cheguei à conclusão de que o nosso atual “Sistema” de Saúde (eu uso esse termo MUITO livremente) é TÓXICO para os trabalhadores. Há exceções a esta tendência… um grupo ocasional ou practice que acredita e apoia o bem-estar do médico… e estas são as clássicas “exceções que provam a regra”.

Eu escrevi anteriormente sobre o burnout, as forças invisíveis que nos drenam e porque simplesmente não é uma luta justa. Vale a pena repetir uma estatística.

“Numerosos estudos globais envolvendo quase todas as especialidades médicas e cirúrgicas indicam que aproximadamente 1 de cada 3 médicos está experimentando esgotamento em um determinado momento.”

Burnout Médico… Você está em risco?

A resposta curta é sim! Todos em todos os locais de trabalho estão em risco de desgaste profissional. E o ambiente da saúde é especialmente estressante devido a natureza do trabalho, a natureza dos “clientes” e a forma como os profissionais da saúde foram condicionados (lavagem cerebral é outro termo) pela sua formação médica.

Compreendendo o esgotamento – As 3 contas do banco energético

Uma das metáforas mais úteis para entender o burnout é uma conta bancária. Neste banco há uma conta de sua energia. Esta conta tem um rótulo Completo, um rótulo Vazio e também pode ter um Saldo Negativo, dependendo de como sua vida e sua prática estão indo.

Há também três categorias principais de energia a serem lembradas:

  • Energia Física – seu básico “levante-se e vá”
  • Energia emocional – sua capacidade de estar emocionalmente disponível e compassivo
  • Energia Espiritual – sua conexão com o seu propósito em seu trabalho… Seu “PORQUE”


A cada dia que você trabalha… há uma retirada desta Conta Bancária Energética / Emocional / Espiritual. O valor da retirada é diferente de pessoa para pessoa e de dia para dia.

Seu trabalho – neste nível energético – é manter sua conta bancária energética em um saldo positivo.

Sua vida fora da medicina, sua saúde e seus relacionamentos dependem disso. Essas contas bancárias são diferentes da metáfora comum de “suas baterias”. Quando as baterias acabam, a máquina para. Quando se trata de burnout… você pode operar por um longo tempo com saldo negativo nas contas.

Burnout Médico é apenas outro nome para um saldo negativo nestas contas de energia.

O trabalho drenou você além de suas reservas energéticas, emocionais e espirituais. Você não conseguiu, por qualquer motivo, recarregar sua conta. Você está com saldo negativo e isso dói. Você pode sentir isso e seus colegas e familiares podem ver e sentir isso também. Em muitos casos, você é a última pessoa a reconhecer seu próprio burnout.

Aqui está como o médico com esgotamento se sente…

Burnout – Os Três Sintomas

Exaustão – você está cansado em um ou mais dos três níveis – Energia, Emoção, Espírito.

Cinismo – você perdeu sua capacidade de cuidar, ter empatia e se conectar com seus pacientes, funcionários e colegas de trabalho. Você pode até culpar, envergonhar ou demonizar as pessoas das quais você é encarregado de cuidar – e se sentir culpado por isso.

Dúvida – você pode começar a duvidar que seu trabalho realmente faz alguma diferença ou questionar a qualidade do que você faz (este é um sintoma tardio e inconsistente que está quase ausente nos homens).

Esses sintomas de esgotamento do médico variam de um dia para outro, de uma semana para outra, dependendo de como você está drenando sua prática e se você está ou não RECARREGANDO O SALDO DA CONTA ENERGÉTICA ENTRE DIAS DE TRABALHO! Não quero “gritar” essa frase… apenas enfatizar a importância de reabastecer sua conta quando você não está no trabalho.

Burnout – As Três Fases

Seu nível de estresse médico e burnout é um alvo em movimento no dia a dia. Na minha experiência, isso configura três padrões sintomáticos comuns de burnout médico. Esses padrões sintomáticos definem três fases distintas de esgotamento do médico.

Eu os mostrarei a você visualmente aqui. Veja se você pode encontrar seu próprio padrão nos gráficos abaixo.

FASE UM

O burnout e o estresse variam de um dia para o outro e você nunca fica sintomático (sentindo-se um lixo).

FASE DOIS

Na Fase 2 você está sentindo sintomas de burnout (frito, exausto, cínico, desconfortável) em vários volumes.

Fase 2 (a)

Burnout – Os sintomas são apenas intermitentes e você está se sentindo bem com mais frequência do que não.

Fase 2 (b)

Você percebe os sintomas do burnout mais frequentemente do que não. Você só ocasionalmente se sente em plena força e no “seu eu compassivo normal”.

Fase 2 (c)

Já faz muito tempo desde que você se sentia em plena força… e ainda assim, você está “se virando” e “fazendo o melhor que pode”, tentando se convencer de que é assim que todos os médicos se sentem… certo?

FASE TRÊS

Na fase três, você está caindo na Zona de Perigo. Seu burnout agora está tendo grande impacto na sua carreira e sua qualidade de vida fora da medicina. Aqui você começa a dizer: “Eu não posso continuar assim por muito mais tempo” ou “Tenho que encontrar outro jeito de ganhar a vida… em breve”.

Fase 3 (a)

Sua linha de base é um esgotamento crônico sintomático do médico… você mergulha ocasionalmente na zona de perigo. Nota… você nunca se recupera ao nível “OK” em termos de energia e compaixão.

Fase 3 (b)

Algo vai se quebrar muito em breve. Você está pensando seriamente em abandonar a medicina… ou já fez isso. Você pode se descobrir se automedicando com drogas ou álcool, caindo numa depressão grave, com seu casamento e outras relações importantes se deteriorando, sua saúde se deteriorando…

Seus colegas provavelmente estão evitando você… Eu sei que isso não faz sentido e é provável que esteja acontecendo, pois eles, no subconsciente, estão muito felizes de que isso esteja acontecendo com QUALQUER UM, MENOS COM ELES. Você quase certamente está se sentindo completamente isolado e que ninguém poderia entender sua situação.

Dê uma olhada nos gráficos acima e descubra onde você está agora.

Por que não há FASE ZERO???

Não há nenhum estado zero porque não há como gastar nem meio dia no trabalho sem que isso resulte em uma retirada de sua conta bancária ativa. Não é possível. Todo mundo está em risco… o tempo todo. E como os estudos mostram… um em cada três médicos apresentam sintomas de esgotamento em qualquer dia de trabalho em todo o mundo, independentemente da especialidade.

NOTA: Nós nem sequer mencionamos os outros membros da equipe. Enfermeiros, paramédicos, pessoal administrativo… todos eles estão trabalhando no mesmo ambiente. Eles têm seus próprios problemas com estresse e esgotamento. Nossos desafios com o desgaste do médico talvez sejam mais graves por causa da nossa posição no ápice da equipe.

O Burnout do Médico – As Três Curas

Acredito que todos os médicos se beneficiariam de um plano ativo de tratamento para o esgotamento. As forças que causam o esgotamento do médico nunca descansam… Não faz sentido para mim esperarmos os sintomas e então ficarmos pela nossa conta tentando descobrir como responder. Aqui está a boa notícia…

As ferramentas que trabalham para prevenir e tratar o desgaste do médico são conhecidas, comprovadas por pesquisas e você pode aprendê-las. E eu quero que você conheça uma coisa muito importante aqui…

O QUE VOCÊ ENTENDE SOBRE O BURNOUT E SUA PREVENÇÃO NÃO INTERESSA

A QUESTÃO É TOMAR O QUE VOCÊ SABE E COLOCÁ-LO EM USO

A ÚLTIMA COISA que eu gostaria de ter acontecido como resultado de você ler este artigo… é você parar por aí… se sentindo confortável porque você agora sabe um pouco mais sobre o Burnout. Seu cônjuge, seus filhos, sua enfermeira, seus colegas… até sua mãe… querem que você dê o próximo passo e realmente faça algo para diminuir seus próprios níveis de burnout.

Prevenção do esgotamento do médico é uma prática… um conjunto regular de hábitos que nunca lhe ensinaram na escola de medicina ou na sua residência… que trabalham em três maneiras distintas e separadas para manter as contas bancárias cheias de energia.

Os Três “R”

1) RESISTIR

Aumentar sua capacidade de RESISTIR às forças do esgotamento do médico enquanto estiver no trabalho é extremamente importante. Os métodos mais bem pesquisados ​​se enquadram no título de “MINDFULNESS”. Agora, esta é uma categoria de várias habilidades diferentes que permitem que você controle:

  • Intenções
  • Atenção
  • Consciência


… Você está ciente do estresse quando surge, percebe emoções negativas quando você começa a segurá-las… e pratica técnicas comprovadas para liberá-las no momento.

2) RESTAURAR

Percebendo que a dinâmica central do esgotamento do médico é uma retirada de suas contas de energia física, emocional e espiritual… o passo RESTAURAR é sobre restaurar sua energia e trazer suas contas para um equilíbrio saudável e positivo.

NOTA: Embora existam partes do seu trabalho que alimentam você com energia positiva (a atenção plena aumentará a capacidade de realmente ganhar energia no trabalho)… a maioria dos médicos faz a maioria das recargas fora do trabalho.

Curar a exaustão do médico com a etapa Restaurar normalmente é sobre RESTAURAR EQUILÍBRIO. O que é importante para você fora de sua carreira? Quais são essas coisas que recarregam suas baterias e suas contas bancárias.

Sono, boa nutrição e exercícios regulares são um ótimo começo. Que relacionamentos, atividades, hobbies, experiências constroem você, fazem você sorrir?

Restaurar também é criar (e defender) FRONTEIRAS entre sua vida profissional e sua vida maior. Essa habilidade é absolutamente essencial para evitar o esgotamento do médico.

3) REDUZIR A EXPOSIÇÃO

A terceira “cura” do burnout é reduzir a sua exposição cotidiana aos efeitos do desgaste proveniente do seu local de trabalho.

  • Resistir é construir suas próprias defesas contra o desgaste do médico durante o trabalho
  • Restaurar é reconstruir a energia perdida no trabalho
  • Reduzir a exposição é reduzir o estresse presente em seu local de trabalho, exercendo algum controle em uma ou mais das quatro maneiras a seguir


Esta é a única etapa de prevenção do burnout, na qual sua ORGANIZAÇÃO PODE TER UM PAPEL SIGNIFICATIVO. Você pode começar acertando com os médicos no seu grupo uma Definição de Sucesso. O estereótipo típico “quanto mais ocupado melhor” e a grana que você fatura constituem o seu único valor para o grupo? OU você pode concordar junto com os outros que um médico saudável, equilibrado e produtivo é o objetivo coletivo?

Ao ler as etapas de Redução da Exposição abaixo, você verá várias oportunidades para a sua organização, administração e sistemas de suporte ajudarem a reduzir o risco da síndrome esgotamento do médico.

1) Continue fazendo o que você está fazendo agora… apenas menos

Como trabalhar meio período, compartilhamento de trabalho, etc.

Eu só recomendo isso se você for realmente incapaz de alterar quaisquer aspectos da maneira que você trabalha na lista abaixo. Se o seu ambiente de trabalho estiver queimando você quando você participar em período integral… menos exposição a esse ambiente causará menos desgaste. E eu ainda recomendo que você trabalhe para tornar o ambiente de trabalho menos tóxico usando algumas das sugestões abaixo.

2) Mude os estressores que levam ao burnout sem mudar de emprego

… Mudando a maneira que você trabalha. Almeje os aspectos da sua prática que você acha mais desgastantes a redesenhe-os. Em muitos casos, isso significa tornar-se um líder mais poderoso à medida que você cria um sistema e coordena sua equipe para abordar as tarefas que atualmente você enfrenta sozinho.

Aproveite, delegue, capacite sua equipe, mude seu mix de pacientes, seu mecanismo de compensação, a maneira como sua equipe aborda seu fluxo de trabalho…

3) Mude seu trabalho para uma posição menos estressante dentro da medicina

… Uma nova posição, um novo modelo de prática, um novo grupo de trabalho, assumir uma posição de liderança… Volte para a escola e faça um MBA.

4) Pare com a medicina e/ou ganhe a vida fazendo algo diferente. Algumas posições e carreiras utilizarão suas credenciais médicas… outras não. Como um empreendedor… posso dizer que o conjunto de habilidades de um médico (a capacidade de diagnosticar e tratar) é uma habilidade universalmente valiosa em qualquer empresa – embora você quase certamente não veja isso agora.

Criando sua estratégia de prevenção do burnout médico

Se vamos montar uma defesa robusta contra o desgaste do médico… e viver a melhor vida possível… faz sentido ser habilidoso e trabalhar um plano proativo em todas essas três áreas. Resistir | Restaurar | Reduzir a exposição.

Apenas imagine

  • Você é habilidoso em permanecer centrado, calmo, focado e compassivo no trabalho, mesmo em dias agitados
  • Suas contas bancárias energéticas estão cheias, sua vida está equilibrada porque você a estruturou proativamente para ser assim.
  • Seu local de trabalho tem uma equipe que funciona perfeitamente, vendo pacientes que você desfruta em um volume razoável e que lhe permitem ganhar um salário satisfatório.


Cada um desses três pontos não é decisivo individualmente… mas quando você junta em um pacote completo, as chances de você estar em qualquer lugar ao sul do estágio do burnout médico são muito pequenas.

Veja outros posts relacionados...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *