A dor crônica, a paz de espírito e o Boldrini

A dor crônica, a paz de espírito e o Boldrini

Os nossos ebooks sobre a dor e seu gerenciamento começam a ser vendidos, sendo que 100% da renda obtida será doada ao Hospital Infantil Boldrini, referência nacional e internacional, que atende crianças com câncer.

“Nós sobrevivemos cada momento, depois de tudo, exceto o último.”

John Updike

Vinte anos atrás escrevi um livro sobre as mulheres que abriam passagem no Brasil. Entrevistei meia centena de empresárias, executivas, e profissionais liberais de destaque na época. Uma delas foi a Dra. Silvia Brandalise, da UNICAMP. Em 1986 ela já conseguira por em pé um pequeno hospital funcionando a todo vapor em local próprio, próximo do campus. O restante é história. O Hospital Infantil Boldrini hoje é referência e orgulho nacional.

E também o beneficiário de ações de voluntariado e receptor de doações de todo tipo.

Doação ao Boldrini

Este post é para comemorar o fato de o Blog Dor Crônica passar a ser um dos doadores. Modestíssimo, comparado com outros, mas doador e isso é que importa.

O que irei doar é o produto da venda dos ebooks escritos em casa. A ideia me ocorreu após o sucesso do ebook “Entenda por que Dói”, hoje superando os 14.000 downloads.

Por outro lado, eu já tinha percebido duas áreas de conhecimento desatendidas no mundo da medicina e do gerenciamento da dor: a Educação em Dor e a relação Médico-Paciente. A primeira porque dela muito se fala e quase nada se pratica, e a segunda porque dessa relação depende o sucesso de qualquer tratamento destinado a aliviar a dor e no entanto há total desinteresse em aprimorá-la – em benefício do paciente, ao menos.

A partir de hoje os seguintes três ebooks estão disponíveis para compra via blog:

EDUCAÇÃO EM DOR

(51 páginas)

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Descreve a evolução do conceito, as modalidades oferecidas em diversos países, as estratégias para colocá-la em prática na relação médico-paciente e, especialmente, a sua característica terapêutica – a educação é um remédio capaz de destruir as crenças equivocadas e catastrofistas sobre a dor que sustentam a dor crônica.

A COMUNICAÇÃO CENTRADA NO PACIENTE

(33 páginas)

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Uma corrente da medicina, liderada por hospitais de ponta (ex.: Mayo Clinic) postula uma reorganização visando cuidar da saúde do paciente como um todo, e não apenas de sua doença. Isso requer uma mudança de mentalidade e de melhores práticas clínicas e de atendimento, abrangendo todos os profissionais da saúde. Ela irá demorar anos, senão décadas. O ebook foi escrito para quem não quer esperar tudo isso.

A CONSULTA CENTRADA NO PACIENTE

(42 páginas)

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O que o paciente no médico, principalmente na primeia consulta, é determinante para o bom diagnóstico e tratamento de uma dor crônica. Essa oportunidade, no entanto, está sendo desaproveitada. Por falta de interesse, ou por se ignorar como conduzir uma consulta centrada no paciente, a preferência ainda é pela comunicação unilateral com o paciente, numa postura em que a empatia, a escuta ativa e até a doação de tempo estão ausentes. O ebook é um manual prático que mostra e ensina como usar os recursos que o médico dispõe para, sem custo e com perspectivas de grandes benefícios competitivos, entregar mais valor afetivo a seus pacientes.

O pouco que você dá pode ser muito para quem recebe.

O preço de cada cópia é de R$19,90 (está com 30% de desconto até 30/06/19), equivalente a um lanche de meio porte e nenhuma saúde oferecido em qualquer fast food do país. E repetindo, toda a arrecadação irá diretamente para o Hospital Infantil Boldrini conforme o estatuto para doações do mesmo. Absolutamente toda ela.

Então, aníme-se a comprar um ou mais ebooks, que o ganho é triplo. Você pode aliviar sua dor (ou a dor da pessoa a quem você presentear com o ebook), contribuir a aliviar a dor de uma ou mais crianças e ir dormir com uma sensação, muito boa por sinal, de ter feito a coisa certa.

Veja outros posts relacionados...

nenhum

1 comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *