Dor nas Costas

Dor nas Costas

Dor nas costas: o alívio fora da farmácia
Conheça o terceiro post sobre as evidências hoje existentes quanto a contribuição de seis terapias integrativas – tai chi, qi gong, ioga, acupuntura, atenção plena e biofeedback – ao alívio de uma das dores crônicas mais prevalentes no mundo: a Dor Lombar.
Pilates e a busca da perfeição
Atualmente é fácil descobrir estudos sugerindo que o método Pilates é bom para um bocado de coisas saudáveis, como, por exemplo, a prevenção e/ou o alívio da dor lombar. Os benefícios obtidos, porém, dependem da qualidade do treino, da perfeição com que os exercícios são feitos. Eis o foco desse post. Se você for um adepto do Pilates, depois de assistir o vídeo aqui apresentado, a sua maneira de enfocar a prática não será mais a mesma – começando na próxima aula. As suas expectativas em relação ao que obter com esse método vão aumentar e o seu professor terá de rebolar para ajudá-lo(a) à concretizá-las.
Como praticar pilates sem se machucar
Se você pratica Pilates regularmente, sem dúvida irá beneficiar o corpo, o cérebro, e acima de tudo, a relação entre esses dois. Pode ser, no entanto, que seus hábitos de exercício estejam prejudicando-o. Ninguém está livre disso. Exercícios repetitivos mal feitos aumentam o risco de sintomas físicos e mentais que são desagradáveis na melhor das hipóteses e perigosos na pior. Proteja-se. Veja como assistir 8 videos sobre exercícios de Pilates que todo mundo faz... e nem sempre bem.
Mitos e fatos sobre a dor nas costas
Você já leu “O Poder do Mito”, do inglês Robert Campbell? Um clássico. Mitos são poéticos, mas não deixam de ser fantasias, e fatos, enfim, são fatos. A dicotomia entre uns e outros se dá em todas as áreas do conhecimento humano – a da medicina, inclusive. Por exemplo, o que é mito e o que é fato em relação à popular dor nas costas? Informe-se aqui.
Dor nas costas: exercícios que o seu fisio nunca vai indicar
Manter-se em movimento é ingrediente obrigatório de um tratamento de dor nas costas. A praxe é um fisioterapeuta indicar que exercícios fazer, o que está correto. Porém, isso é suficiente? Amiúde o medo da dor faz o paciente resistir ou desistir. Veja aqui um complemento que funciona, não tem custo e qualquer pessoa sensata e disposta a enfrentar a dor pode incorporar.
A minha dor é o quê, doutor? Especifique, especifique...
A menos que você tenha sido atropelado por um caminhão nas últimas horas, ficar sem saber a causa de sua dor nas costas após uma primeira consulta médica não tem nada demais. Não. Não estou sendo irresponsável, muito menos menosprezando a sua dor, se for o caso. Apenas nesse post desejo evitar que você se angustie e piore sua dor, vendo fantasmas onde só tem um lençol agitado pelo vento.
Homenagem ao médico que curava gente com dor crônica
Memórias tóxicas guardadas no nosso subconsciente estão por trás da fabricação da dor. Hoje qualquer neurocientista bem informado sabe disso. Porém, quem se atreveu a posicionar isso na medicina clínica e no estudo da dor crônica há meio século foi um doutorzinho de nada que tinha um diferencial sobre seus pares: enrolava pouco e curava muitos. Conheça algo dele nesse artigo e depois nos vídeos ali anunciados.
Avaliação diagnóstica da lombalgia
O autor desse artigo afirma que a expectativa de identificar uma causa única para a dor lombar crônica é impraticável e que fazer testes isolados não é razoável. Sendo esta observação frustrante (e até arrepiante) para quem sofre de dor lombar, você não quer saber do seu argumento?
Os vikings e a dor lombar crônica? Tudo a ver.
Pergunte a uma pessoa que diz padecer de dor crônica sobre qual poderia ser a causa. Provavelmente ela dirá algo assim como: “Deve ser aquele acidente que eu tive quando criança”; ou “Eu deveria ter levado uma vida mais regrada”; ou “Foi aquela gripe da qual nunca mais me recuperei...”. Causas físicas, todas elas. E se eu disser que são outros os tipos de causa que mais contam nessa história? Veja nesse post quais podem ser.
Dor lombar crônica, pilates & o cafuringa
Qualquer pesquisa rigorosamente baseada em evidências sobre um tema relacionado à dor humana tem mérito. Mesmo que seja uma grama, algum valor ela agrega ao conhecimento científico. Num país como o Brasil, porém, a exigência vai além disso. Ela, a pesquisa, precisa ser útil, ajudar a resolver problemas humanos, enfim. E com maior razão, se o problema for dor lombar crônica que afeta entre 4,2% e 14,7% da população brasileira, hoje somando 210 milhões de lombares, faça as contas. Eis a sua primeira obrigação. A segunda é a segunda.
Dor Lombar Crônica, Pilates & Game of Thrones
Pilates, junto com a ioga, são os dois tipos de exercício mais "recomendados" para aliviar a dor lombar. "Recomendados" por quem tem interesse no assunto: professores, instrutores, personal trainers, naturalmente. Porém no caso do Pilates, essas recomendações têm fundamento? Que evidências há a respeito? Veja aqui as que levantei no Brasil e no exterior.