Esse vírus está perturbando você? Mindfulness nele!

Esse vírus está perturbando você? Mindfulness nele!
image_pdfimage_print

Ok, até os postes supõem que o mindfulness deveria ser bom para a tosse em tempos de coronavírus. Porém, a maioria supõe isso por ter ouvido falar que fechar os olhos e ficar quieto respirando fundo por alguns minutos faz bem, mas não por tê-lo praticado, vivenciado… E também por nunca ter parado para pensar no que o mindfulness é, para que ele serve e como influencia o binômio mente-corpo. Essas três questões são respondidas em quatro vídeos desenhados “by-mim-mesmo” e apresentados gentilmente por uma especialista em mindfulness, a Dra. Michele Peres Ferreira. Incorpore o mindfulness ao seu combate pessoal contra o vírus, porém faça-o da maneira certa.

“Seja feliz no momento, basta. Cada momento é tudo o que precisamos, não mais.”

Mãe Teresa

Essa semana quem visitar o nosso canal no YouTube talvez saia depois mais relaxado. Nesses tempos ultra-angustiantes, não é pouca coisa.

É que postei o primeiro de uma série de vídeos sobre Mindfulness, produzida “by-mim-mesmo” e conduzida por uma especialista, a fisioterapeuta Michele Peres Ferreira.

São 4 vídeos:

  • O primeiro, o dessa semana, explica o que é
  • O segundo, para que ele serve.
  • O terceiro, como ele funciona em relação ao binômio Mente-Corpo.
  • No quarto vídeo, a Dra Michele conduz um breve exercício de mindfulness.

Há evidências científicas de que o mindfulness ajuda o praticante assíduo a reconhecer os momentos de maior sobrecarga psicológica, e a se proteger contra seus efeitos. Ao entender que está sentindo medo, pode-se reconhecer a situação pelo que é e onde ela própria está adicionando suas próprias ansiedades pessoais – e complicando mais as coisas.

“O espaço entre o que se sabe sobre o vírus e o que ainda está para ser descoberto geralmente deixa a população em geral preocupada e com medo.” diz o Dr. Jay Michaelson, professor do Harvard Divinity School, uma das faculdades da Harvard University.

Nessas condições, a fuga, a negação, são um refúgio muito tentador, como até hoje testemunhamos no Brasil.

Praticar a atenção plena, portanto, permite estar ciente da ansiedade sentida no momento e encontrar o equilíbrio entre se manter informado… e preservar o próprio estado mental.


Assista o primeiro vídeo da série, e se gostar, compartilhe, compartilhe…

Veja outros posts relacionados...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *