Quando se preocupar com dor lombar - Parte 1

E quando não! O que é latido e o que é mordida?

Quando se preocupar com dor lombar - Parte 1

A dor lombar, dor na parte inferior das costas, atinge um terço da humanidade – o Brasil ali incluído. Quando ela ocorre pela primeira vez, costuma gerar algum estresse. Ao desconforto soma-se a ansiedade, que amplifica o desconforto, que gera mais ansiedade… e com o tempo, lá vamos nós na direção da dor crônica. Esse ciclo precisa ser interrompido. Como? Com informação, antes de mais nada.

Autor: Paul Ingraham

O latido da dor lombar é geralmente muito pior do que a sua mordida. A dor quase sempre parece pior do que é.

A ressonância magnética e a radiografia para dor lombar são surpreendentemente pouco confiáveis,1 porque coisas como discos com protusão não são grande coisa,2 a maioria das dores nas costas desaparecem sozinhas3 e pontos-gatilho (“nós musculares”) são comuns, e a dor que produzem pode ser assustadoramente intensa, mas não são perigosos.4 A maioria dos pacientes melhora quando se sente confiante sobre essas coisas; o poder da confiança racional e justificada é um grande fator na dor nas costas.5 Infelizmente, muitos profissionais de saúde continuam a perpetuar a ideia de que as costas são frágeis.6

Ou você poderia estar morrendo! Quais são as chances de que a dor nas costas seja algo assustador?

Há casos de dor lombar que têm causas alarmantes, mas isso é raro. De vez em quando, dor nas costas é um sinal de alerta de câncer ou uma doença auto-imune. Ou a dor nas costas pode estar associada a danos na medula espinhal. Ou a outros fatores que metem medo.7 Porém, com mais de 55 anos, cerca de um em cada vinte casos acaba sendo uma fratura, e um em cada cem é mais sinistro.8 Quanto mais longe você estiver dos 55, maiores serão suas chances.

Mas como você pode prever? Pode ser complicado. Este é um guia conciso e legível para os sintomas que necessitam de uma investigação mais segura do que profilática por parte do seu médico.9 Em outras palavras, este artigo explica a diferença entre “perigoso” e “apenas doloroso” da forma mais clara possível. Tabelas, listas de verificação e exemplos à frente.

A dor lombar crônica é grave… mas raramente ameaçadora

Dor nas costas pode sugar a alegria de seus dias por semana, meses, até anos. Pode definitivamente ser algo “sério” mesmo quando não é perigoso. Eu trabalhei com muitos pacientes com dores lombares crônicas verdadeiramente miseráveis, e é claro que os enormes custos econômicos da dor nas costas são citados praticamente em qualquer lugar onde o assunto aparece. Mas o caso típico de dor lombar crônica, por mais desagradável que seja, nunca matou ninguém.

Todas as piores causas possíveis de dor nas costas e suas principais características.

Nenhuma destas é comum. Todas elas geralmente causam sintomas graves facilmente levados a sério. Alguns deles podem “voar sob o radar” nos estágios iniciais, mas geralmente não por muito tempo. Clicando nos nomes das condições chega-se a artigos de boas fontes cuidadosamente escolhidos.

O que é isso?Principais Características
CâncerUm tumor na espinha ou perto delaMuitos tipos de câncer podem causar muitos tipos de dor nas costas, mas alguns apontamentos são: a dor cresce constantemente e não é afetada pela posição e atividade, piora com peso e à noite, e vem com outros sinais de indisposição.
Síndrome da cauda equinaBelisco na parte mais baixa da medula espinhalDifícil de confundir com qualquer outra coisa: difícil de urinar, incontinência fecal, dormência na virilha, pernas fracas. Causada por discos “rompidos”, trauma, câncer, infecção.
Infecção espinhalInfecção em ou perto de estruturas da coluna vertebralDifícil de detectar, muitas vezes por um longo tempo. Geralmente há um ponto sensível bem definido e, finalmente, uma dor constante e profunda, uma espinha rígida, às vezes traz febre e doença, mas nem sempre.
Aneurisma abdominalBalonismo de uma grande artéria ao lado da espinhaA dor pode pulsar em sincronia com o pulso. Ocorre principalmente em pessoas com risco de doença cardíaca: fumantes idosos, mais pesados, hipertensos e portadores de diabetes.
Espondilite anquilosanteArtrite inflamatória da coluna e da pelve, principalmenteA dor nas costas a longo prazo começa muito antes da meia-idade e progride devagar e de forma irregular, melhora com a atividade mas não descansa, rigidez matinal prolongada, possível envolvimento de outras áreas. Mais comum em homens.

A pior dor nas costas raramente é a mais assustadora

As pessoas assumem compreensivelmente que a pior dor nas costas é a mais assustadora. De fato, a intensidade da dor não é um bom indicador de ominosidade da dor nas costas,10 e algumas das piores causas são na verdade as menos dolorosas (especialmente nos estágios iniciais). Por exemplo, alguém pode experimentar os sintomas da síndrome da cauda equina, e estar em perigo real de sofrer uma lesão séria e permanente em sua espinha, mas tem uma dor surpreendentemente pequena – ou até mesmo nenhuma dor em muitos casos!

A intensidade da dor é um indicador pobre de ominosidade da dor nas costas e algumas das piores causas são na verdade as menos dolorosas.

“Ominosidade” é o jargão médico para “verdadeiramente assustador”. A lombalgia é ameaçadora quando é causada por um trauma na medula espinhal ou por uma doença progressiva que pode mutilar ou matar. Causas sinistras de dor lombar são raras, felizmente. Mas elas são reais. Coisas terríveis acontecem, até mesmo os melhores médicos podem passar elas por alto, e profissionais de saúde “alternativos” são ainda mais propensos a isso.

Muitos problemas não perigosos podem causar dores nas costas incrivelmente severas. Uma cãibra muscular é uma boa analogia. Independentemente do que realmente está acontecendo lá, a dor muscular é provavelmente a principal coisa que os pacientes com dor nas costas estão sentindo. O fenômeno dos pontos-gatilho – pequenas cãibras musculares, basicamente11 – poderia ser todo o problema, ou uma complicação mais dolorosa e persistente do que o problema original. É difícil exagerar quão dolorosos os pontos de gatilho podem ser, mas eles não são perigosos para nada além do seu conforto.

Duas situações de dor nas costas que você deve levar a sério imediatamente, sem demora

Esses dois cenários de dor nas costas podem ser emergências médicas. Eles não necessariamente significam que há algo errado, mas é extremamente importante ter certeza disso.

  1. incontinência e/ou dormência verdadeira ao redor da virilha e nádegas em um padrão de “sela”12
  2. qualquer acidente com forças que possam ter sido suficientes para fraturar sua coluna13


Se você estiver sentindo dormência14 em torno da virilha e nádegas e/ou falha no controle da bexiga ou do intestino, considere-a uma emergência grave – não espere para ver se ela desaparece. Esses sintomas indicam lesão ou compressão da medula espinhal15 e requerem atenção médica imediata. (Poucas pessoas terão sintomas como este sem decidirem que é uma emergência, mas tenho de garantir que você entendeu.)

E, claro, se você teve um acidente com forças que podem ter sido suficientes para fraturar sua coluna, por favor, procure uma avaliação médica completa imediatamente, incluindo um raio X para procurar uma fratura. Você precisa de um raio X para garantir que sua coluna não esteja realmente quebrada.

Nota do Blog:
Na segunda parte deste artigo serão apresentados os Três Grandes sinais de que você deve investigar uma causa sinistra de dor lombar persistente (mas que ainda não é uma emergência), assim como todas as bandeiras vermelhas para causas nefastas de dor nas costas.

Veja outros posts relacionados...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *