Rigidez matinal, dor nas juntas... Você pode resolver isso.

Rigidez matinal, dor nas juntas... Você pode resolver isso.
image_pdfimage_print

A dor nas juntas pode ser um sintoma de artrite. Mas também pode ser apenas uma prova de que você está… enferrujado. Em ambos os casos o que cabe é passar a se exercitar direito. Nesse post comenta-se a publicação pelo blog, de um breve e-book sobre rigidez matinal visando motivar pessoas maiores de 60 anos a praticar, em poucos minutos cada manhã, movimentos e exercícios que aliviam o incômodo.

“A velhice é uma m… Todos chegam lá. Mas não precisa se apressar.”

Rigidez matinal. Eis o incômodo sofrido por muitos acima dos 60 anos na primeira meia hora da manhã.1 Nos últimos 2 meses o blog dedicou bastante espaço ao tema: 2 posts (Ficar em casa não é ficar parado e Dor nas Juntas: você está nesse grupo de risco) e 4 vídeos. E agora um breve e-book.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Por que tanta atenção?

Porque merece. Idosos costumam conviver com o problema e eles são 16% da população brasileira – ou quase 35 milhões.2 E são justamente esses 35 milhões que os fatos, os malditos fatos – eles são grupo de alto risco para efeitos da Covid 19 – estão condenando a permanecer confinados em casa sabe-se lá mais quantos meses.

A rigidez matinal nas juntas ou ao redor delas é um dos mais claros sintomas de artrite, se permanecer por mais de 30 minutos. E se várias articulações forem afetadas, é quase certo que haverá problemas de mobilidade, incapacidade e declínio acelerado na movimentação diária.

Segundo uma pesquisa abrangendo 608 pacientes com artrite apenas um terço deles foram capazes de realizar atividades desimpedidas associadas ao início do dia, com um declínio acentuado à medida que a severidade da rigidez matinal aumentava. E quanto mais notória era essa condição, maior o impacto negativo sobre a qualidade de vida – lentidão na progressão profissional, mudança de emprego e até demissão por causa da função matinal prejudicada.3

Ok, você pode sentir rigidez matinal nas juntas e não ter artrite. Parabéns. Afinal, as juntas não envelhecem da mesma maneira que as pessoas. Elas envelhecem devido ao uso excessivo, também conhecido como desgaste. À medida que as articulações envelhecem, a almofada esponjosa da cartilagem começa a secar e endurecer. O revestimento da articulação também produz menos fluído sinovial, que lubrifica a articulação. A perda de lubrificação leva a músculos mais fracos e tendões mais rígidos também, os que se contraem durante o sono. Pode acontecer em qualquer idade, embora seja mais comum em idosos ou pessoas com sobrepeso.

Enfim, com ou sem artrite na parada, o comprometimento funcional da manhã, resultante da rigidez e dor nas articulações, tem um impacto importante na vida e no bem-estar das pessoas, especialmente as que estão na Terceira Idade.

Se você estiver enfrentando o problema, convém dar uma espiada nesse e-book.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Ele é breve e, após comentar as possíveis causas da rigidez matinal, se concentra nos tratamentos não medicamentosos para se aliviar (não para a artrite): EXERCÍCIO, SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS, FISIOTERAPIA, CIRURGIA e OUTROS.

De todas as opções, a mais barata, saudável e acessível é a do EXERCÍCIO. Em posts anteriores, movimentos e exercícios para não atletas com mais de 50 anos foram apresentados nos vídeos 1, 2 e 3 pelo Dr. Lauro de Camargo, ortopedista (USP) e demonstrados pelo Professor Guilherme (USP/UNICAMP), fisioterapeuta.

Esses movimentos e exercícios não visam deixar você sem barriga ou com o fôlego de um maratonista. O seu propósito é outro: amenizar ou (no meu caso) eliminar a rigidez matinal e evitar/diminuir dores nas articulações, além de serem seguros, fáceis de aprender e executar, e podem ser realizados em casa em 7 minutos, toda manhã.

Para quem não gostou da proposta

Ora, está em seu direito. Mas eu não vou abandonar você, se sofrer de rigidez matinal. Garimpando aqui e acolá reuni um elenco de sugestões que podem ajudá-lo, e se praticadas junto dos exercícios que eu recomendei, o ajudariam ainda mais. Afortunadamente, existem muitas maneiras indolores pelas quais você pode ajustar seu estilo de vida para combater a rigidez matinal. Nenhuma novidade, porém, todas úteis.

  • Cuide seu sono. Se dormir mal, o corpo vai tardar mais em se normalizar de manhã.
  • Evite o frio, ele facilita o enrijecimento das articulações. Use compressas térmicas ou tome banhos ou duchas quentes, principalmente nos primeiros 30 minutos após sair da cama.
  • Faça alguns alongamentos fáceis antes de sair da cama.
  • Faça alguns movimentos corporais nos primeiros 30 minutos após sair da cama.
  • Tome um bom café da manhã, leve, mas nutritivo.
  • Faça algum exercício ao longo do dia. Manter o corpo em forma reduz a demora para aliviar a rigidez pela manhã. Caminhar por 15 ou 20 minutos por dia fortalece os músculos que sustentam as articulações. Alongar e mover as articulações por meio de exercícios simples, suaves e com amplitude de movimento ajuda a evitar que fiquem rígidos e fracos. Ioga, Tai-chi, natação, passeios de bicicleta e outros exercícios leves – nada que machuque as articulações doloridas – também valem. (Há evidências, ainda que fracas, de que o ioga reduz a rigidez matinal).
  • Abaixe seus níveis de estresse. Você pode meditar ou dedicar alguns minutos por dia para fazer algo de que gosta.
  • Fique hidratado o tempo todo.
  • Adote uma dieta anti-inflamatória. Elimine açúcar refinado e alimentos processados, e toxinas como aspartame, corantes não naturais e conservantes, substituindo-os por alimentos integrais ricos em fibras.
  • Tome pontualmente a sua medicação anti-inflamatória, se ela tiver sido prescrita por um médico.
  • Tome vitamina D e cálcio, essenciais para a saúde dos ossos e das articulações.

Veja outros posts relacionados...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *