Get your kicks, on route 66!

Get your kicks, on route 66!
image_pdfimage_print

Route 66 é uma série de televisão estadunidense de sucesso nos anos 60. Contava a história de dois jovens que viajavam em um Chevrolet Corvette pela Route 66, a estrada mais famosa do Grande País do Norte. A série era muito popular e a música instrumental que serviu de tema se tornou um grande hit. Reprises ainda pipocam por aí.

“Uma imagem vale mais que mil palavras… e um vídeo vale mais que um milhão de fotos.”

– Ankala Subbarao

Se você quer escutar a versão dos Rolling Stones, clique aqui.

A lembrança me veio a mente, com uma boa pitada de nostalgia, nessa semana.

“Não são os anos, querida. É a quilometragem.”

Indiana Jones

É que o blog completou 66 vídeos “made-by-mim-mesmo”, atualmente hospedados no nosso canal do Youtube.

Sessenta e seis vídeos teriam deixado até o Fellini exausto, seguro. Mesmo ele sabendo o que estaria fazendo, que não é bem o meu caso. Eu ainda fico como uma vaca diante um piano quando preciso filmar alguma coisa com o celular. Ninguém é perfeito.

Mas aí estão os 66 vídeos. Uma tentativa – mais uma – de disponibilizar recursos didáticos para profissionais da saúde educarem seus pacientes em dor, assim ajudando-os a reduzir o estresse, a incerteza e o medo que sempre atrapalham qualquer recuperação.

Os há de todos os tipos. Vídeos avulsos sobre “dor crônica” em geral, e também sobre como essa condição pode ser provocada (ex.: pela alimentação, pelo estresse), tratada (ex.: pela hipnose), medicada (ex.: pelos fármacos); prevenida (ex.: pela educação em dor, o Jogo Alívio) e até debatida.

E há também as séries, ou seja, vários vídeos em sequência sobre um mesmo tema.


Semana passada foi postado o primeiro vídeo infantil, um teste – ou um tiro no escuro, se preferir. Focado na Dor de Barriga, visando educar crianças a respeito de um desconforto que com certeza, em um momento ou outro, todas vão sentir.

E no pipeline,

um vídeo inédito sobre SCAD, ou Spontaneous Coronary Artery Dissection, uma anomalia responsável por muitos infartes (40%) em mulheres entre 20 e 40 anos e da qual ninguém sabia, nem os médicos, até pouco tempo;

uma série sobre Mindfulness e Dor Crônica, e também vídeos de apoio às duas publicações do blog programadas para Março, o Mês da Mulher. São estas:

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O Paradoxo de EVA – um ebook analisando detalhadamente como é que a mulher sente mais dor e durante mais tempo que o homem e, no entanto, a medicina (fármacos, atendimento) não leva isso devidamente em conta, com consequências deletérias para sua saúde; e

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O Jogo Alívio Mulher – um aplicativo baseado em mais de 3000 informações sobre 17 doenças/dores crônicas tipicamente “femininas”, pelo qual a mulher pode se educar nelas… brincando.

Se você não acessou antes os Rolling Stones, vou lhe pedir para fazê-lo agora.

Já foi?

Pois bem, um pouco de cultura inútil de vez em quando não faz mal. “Get your kicks on Route 66!”, é o bordão da música que deu nome à série de TV. Ela foi composta em 1946 por Bobby Troup, um marine, quem diria!, e cantada por Nat King Cole. Significa algo assim como ter prazer em fazer coisas bizarras… como votar por Trump ou dançar pelado num velório. Ah, e também fazer vídeos sobre educação em dor para profissionais da saúde provavelmente jamais vir a usar em benefício de seus pacientes.

Veja outros posts relacionados...

nenhum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *